blog.jpg
Imagem Vertical

Como prevenir e tratar as varizes?

As varizes são uma manifestação de uma doença venosa crónica que afeta cerca de 25% da população portuguesa, em especial o universo feminino. Como o seu aparecimento pode estar relacionado com certos hábitos de vida, é importante conhecer as melhores estratégias para as prevenir e tratar.

É muito fácil reconhecer esta doença, uma vez que ao ficarem dilatadas e tortuosas as veias tornam-se facilmente visíveis sob a pele. Um médico pode diagnosticar a doença de forma simples (visualmente) ou pedir a realização de um exame complementar.As varizes são bem visíveis e estão normalmente associadas a certos sintomas e incómodos: dores, cãibras, cansaço, sensação de peso nas pernas ou algum formigueiro e inchaços, podem acompanhar o seu aparecimento. As varizes podem também estar presentes e não existirem quaisquer sintomas. No entanto, quando estes surgem é importante prestar-lhes atenção porque poderão evoluir para situações de inflamação, formação de trombos (trombose venosa profunda), úlceras de perna ou hemorragias.

As varizes podem ter, na sua origem, razões de ordem genética. Nestes casos, as veias mostram-se bastante vulneráveis à pressão natural do sangue e acabam por se revelar facilmente dilatáveis. Mas também pode acontecer que a doença ocorra por outros fatores, como excesso peso, sedentarismo, demasiada exposição ao calor ou, simplesmente, por se permanecer de pé muito tempo. Já para não falar do próprio processo de envelhecimento que tende a agravar a situação.Um médico especialista poderá avaliar a sua situação e ajudar a escolher a opção mais adequada para cada caso, em função da causa e da extensão do problema. De qualquer modo, existe sempre uma solução para as suas varizes e não tem necessariamente de ser dolorosa ou complexa. 

Quem sofre de varizes queixa-se sobretudo de dores nas pernas ou de estas ficaram muito cansadas e pesadas, mas podem-se sentir igualmente cãibras, dormência ou comichão. Nos pés e tornozelos, pode haver algum tipo de inchaço. A doença pode evoluir para estádios mais avançados e originar uma úlcera varicosa, o que pode levar até a situações de incapacitação difíceis de tratar.

O ideal é que as varizes sejam tratadas por um especialista em angiologia ou cirurgia vascular, seja através da administração de medicamentos flebotómicos que vão facilitar a circulação sanguínea, o uso de meias elásticas e alguns cuidados de hidratação da pele. A um outro nível, pode recorrer-se a tratamentos não conservadores: escleroterapia, terapia de laser, radiofrequência e a tradicional cirurgia.

Ainda assim, é bom apostar na prevenção. Os conselhos vão no sentido de se proceder a uma boa hidratação das pernas, evitarem-se calças muito justas e outras roupas e acessórios apertados. Estar muito tempo de pé, com as pernas cruzadas, também é de se evitar. A água do banho não deve ser demasiado quente e convém controlar o excesso de peso, tabaco, bebidas alcoólicas e grandes exposições ao sol. Se for à praia, caminhe à beira da água. Com o calor, massaje as pernas com água fria, utilizando o chuveiro.

E, claro, assim que surgirem alguns dos sintomas referidos, consulte um médico especialista.

Fontes (22/09/2022):
https://www.cuf.pt/mais-saude/como-prevenir-e-tratar-varizes

quarta-feira, 28 setembro 2022 10:10
Verão e varizes: os cuidados que deve ter

Verão e varizes: os cuidados que deve ter

Quem tem varizes sofre de inchaço e desconforto nos membros inferiores durante o ano inteiro, contudo, devido às temperaturas quentes e o aumento da atividade ao ar livre durante o verão, esta estação do ano revela ser a que afeta mais quem sofre desta patologia, tanto a nível físico como psicológico.
Não só está mais atento ao estado das suas pernas, devido ao uso de calções ou fatos de banho, como ainda o calor do verão piora a sintomatologia associada às varizes.

Como evitar as varizes?

Como evitar as varizes?

As varizes são as indesejadas veias dilatadas que podem aparecer a qualquer momento em algumas pessoas. Fatores como tendência familiar, gravidez, tabagismo, ficar muito tempo em pé ou sentado e ganho de peso estão diretamente relacionados com o aparecimento de varizes.

siga-nos nas redes sociais

Fale Connosco

Contacto
info@stada.pt
pharmacovigilance@stada.pt
+351 211 209 870